Notícias

11/11/2013

Chove em Porto Alegre mais de um terço da média histórica do mês

Volumes acumulados chegaram a 40mm de precipitação

Durante a madrugada desta segunda-feira, entre meia-noite e 7h, Porto Alegre registrou volumes de precipitação de 35mm a 40mm, o equivalente a mais de um terço da média histórica de novembro104mm. O Sistema Metroclima emitiu novo alerta nesta manhã devido ao risco de chuva torrencial e temporais na Capital durante o dia.

Um centro de baixa pressão muito profundo atua no Rio Grande do Sul e faz a pressão atmosférica despencar hoje em Porto Alegre a valores atipicamente baixos (inferiores a 1000 hPa), reforçando a instabilidade. A pressão atmosférica corrigida ao nível do mar era apenas 1001 hPa às 6h com tendência de declínio. 

Ar muito quente que avança de Noroeste serve como energia para alimentar a instabilidade e se formam nuvens muito carregadas com chuva intensa no Centro, Sul e Leste do Estado, o que inclui a área de Porto Alegre. No decorrer do dia, ar mais frio começará a avançar pelo Norte da Argentina e o Oeste gaúcho, o que ao encontrar o ar muito quente, úmido e instável sobre o Rio Grande do Sul gerará chuva forte a intensa com altos volumes e ainda temporais de vento e granizo, alguns severos a destrutivos. 

Muitas nuvens cobrem Porto Alegre com chuva no decorrer do dia. A chuva intensa é alguns momentos com elevados volumes em curto período, gerando alagamentos (alguns potencialmente graves) e transtornos na cidade. Possibilidade de elevação dos níveis de arroios e córregos com risco de transbordamento e alagamentos de comunidades ribeirinhas. Podem ocorrer alguns intervalos de melhoria, o que propiciaria aquecimento, mas o tempo não firma hoje. 

A chuva nesta segunda vem acompanhada de raios e trovoadas, o que pode gerar problemas na rede elétrica e impacto no sistema de semáforos da cidade. Não se descarta granizo isolado durante as pancadas mais fortes. Na segunda metade do dia preocupa que o avanço de ar mais frio pelo Norte da Argentina induzirá novas e intensas áreas de instabilidade sobre o Estado, o que pode trazer mais chuva forte a intensa para Porto Alegre e ainda o risco de temporal com rajadas de vento forte e/ou granizo.

Fonte: Correio do Povo